Luis Fernando Fabichak, Director Geral da Sony Brasil: “Com o uso da nuvem muda a tecnologia e o modelo de negócio”

O executivo explica como as diferentes soluções e aplicações da nuvem fornecem novas abordagens tecnológicas, ao tempo que garante que o modelo de negócio sofre grandes alterações uma vez que pode sair do tradicional modelo CapEx para OpEx.

sony logoQue contribuição tecnológica está fazendo a companhia em relação às áreas de transmissão e produção?

O enfoque das soluções Sony são na cadeia de produção de conteúdo. Nessa área temos desenvolvido novas tecnologias para ofertar melhor qualidade e novas experiências aos usuários e consumidores de conteúdo, como por exemplo a produção de conteúdo 4K e HDR. Também temos desenvolvido novas tecnologias para acelerar e otimizar o proceso nessa cadeia de produção, quer seja produção ao vivo ou pós-produzida, já que o volume de mídia produzida e consumida vem crescendo de maneira muito rápida, exigindo maiores capacidades de produção com redução de custos.  Na área de transmissão não temos um enfoque e atuação direta, exceto através de serviços e plataformas de distribuição de conteúdo OTT, como por exemplo VEN.UE que visam complementar o portfolio de soluções e assim permitir uma abordagem end to end para gerenciamento e distribuição do conteúdo.

Como estão evoluindo os negócios da Sony Brasil? Quais são os principais projetos realizados e em curso?

Luis Fernando Fabichak

Luis Fernando Fabichak de Sony Brasil

A divisão Profissional da Sony Brasil vem retomando seu crescimento, ano após ano, depois de uma retração muito forte nos últimos 3 anos devido a diversos fatores econômicos. Essa retomada, ainda que em níveis mais conservadores, mostra o esforço em desenvolver e atender novos requisitos dentro do mercado, com produtos que mantem a tecnologia de ponta agregada a um custo de investimento mais baixo.

O ano de 2017 foi marcado por investimentos principalmente na área de Governo, Igrejas/Templos e nosso canais de Distribuição visando principalmente Universidades, Videomakers e Produtoras. Tivemos também grandes projetos de Unidades Móveis e Reality Show conforme mencionado durante a NAB desse ano.

Para 2018, estamos fortemente focados na continuidade desses segmentos principalmente no atendimento das demandas alinhadas com novos produtos a serem divulgados.

Qual é sua visão sobre a situação atual da industria broadcast brasileira?

A industria Broadcast vem se reinventando, diferentes desafios se tornam necessários com as mudanças de desenvolvimento nas cadeias de produção. Vemos a necessidade da distribuição de conteúdo para as diversas telas disponíveis, conceito de produções mais compactas utilizando productos mais acessíveis com a mesma qualidade e novos conceitos de produções imersivas com captação em diferentes perspectivas.

Para isso, a Sony também vem desenvolvendo novas soluções com produtos que atendam essa necessidade capaz de atuar de forma diferenciada no mercado Broadcast.

Camcorder_PXW-FS7K_Sony_Tecnologia_ProfesionalComo se prepara a Sony para atender a crescente demanda do gerenciamento e arquivamento para o conteúdo multi-tela e multi-dispositivo?

A demanda de conteúdo multi-tela e multi-dispositivo já é uma realidade e necessidade de mercado. Nossos clientes já vivenciam essas demandas e precisam que nossas soluções atendam ese tipo de necesidade. Nesse sentido a Sony tem diferentes soluções e aborda com diferentes tecnologias em diferentes áreas de aplicações ou demandas existentes nas soluções que ofertamos ao mercado. Na área de produção ao vivo, por exemplo, hoje temos tecnología embarcada em equipamentos que permitem a produção e entrega do sinal não somente SDI banda base para fluxos convencionais, mas também já entregando para plataformas de conteúdo como YouTube e Facebook, garantindo assim a entrega de conteúdo multi-tela.  Na área de produção de conteúdo nossas soluções hoje permitem por exemplo através de plataformas como Hive e XDCAM Air realizar a entrega não somente para os núcleos de produção convencionais como também a entrega imediata e publicação em redes sociais, com suporte a diferentes mídias e formatos. Do ponto de vista de vista de gerenciamento e arquivamento de conteúdo,  o uso de tecnologias como por exemplo HTML5 e plataformas com arquiteturas baseadas em nuvem permitem o gerenciamento de distintos formatos, para entregas para diferentes plataformas ou dispositivos, com integração e capacidade gerenciar, arquivar e entregar conteúdos distintos para diferentes telas e dispositivos. A solução por exemplo do NavigatorX combinada com o Optical Disc Archive permite esse tipo de abordagem.

Como é que projetam usar o poder da nuvem para otimizar a eficiência de fluxos de trabalho para aplicações ao vivo?

Sony_VENICE_Existem diversas possibilidades de uso que discutimos com nossos clientes os beneficios e possíveis aplicações. Atualmente temos já diferentes soluções e aplicações com esse intuito, como por exemplo XDCAM Air que faz uso da nuvem para aplicação ao vivo de jornalismo, o sistema de Virtual Live Production que permite a produção ao vivo 100% virtualizada em uma plataforma de nuvem abordada como serviço. Ou seja, com essas novas abordagens não só a tecnologia muda como também o modelo de negócio sofre grandes alterações uma vez que pode sair do tradicional modelo CapEx para OpEx. Outras possibilidades de uso  da nuvem tem sido demonstradas em nossas soluções e eventos, como por exemplo o uso de nuvem e inteligência artificial para gerar o fluxo de produção automatizado e mais rápido de uma produção ao vivo com decisões de corte e sinal que vai ao ar,  ou então o uso de nuvem e inteligência artificial integrada com plataformas de arquivo e gerenciamento de conteúdo para identificação de conteúdos relevantes e para entrega imediata alinhado com outros temas atuais e correlacionados.

Quais são as principais vantagens oferecidas aos radiodifusores que assumem a possibilidade de realizar transmissões IP ao vivo?

As transmissões por IP ao Vivo oferecem hoje uma capacidade de alcance de entrega sem limites e com um custo de investimento muito mais baixo. Enquanto no modelo tradicional de emissoras de TV há uma necesidade de investimento massivo em infraestrutura de transmissores e retransmissores para se atingir uma grande área de cobertura, por IP essa cobertura se torna possível devido ao fácil acesso por redes e internet e sem restrições de fronteiras geográficas, ganhando escala e proporções antes não possiveis. Com um pequeno investimento de transmissão por IP ao Vivo hoje é possível que qualquer evento de qualquer lugar do mundo possa estar disponível para qualquer visualizador em qualquer outro país em questões de segundos.

Tecnologia Profesional 2018

a

a

logo_Pinnaclea

a

merlin

a

a

por audio y video

a

a

a

 

 

a

a

a

a

a

a

a

a